Desmatamento e crise ambiental. Uma análise do enquadramento das políticas públicas na mídia digital
Desmatamento e crise ambiental. Uma análise do enquadramento das políticas públicas na mídia digital
PDF
EPUB
MOBI

Palabras clave

Crise Ambiental
Floresta Amazônica
Enquadramento
Jornalismo
Meio Ambiente

Cómo citar

de Campos, M. M., Fernandes, C. M., & Ribeiro Cardoso, V. A. (2021). Desmatamento e crise ambiental. Uma análise do enquadramento das políticas públicas na mídia digital. Revista De La Asociación Española De Investigación De La Comunicación, 8(15), 469-495. https://doi.org/10.24137/raeic.8.15.21

Resumen

O jornalismo ocupa um papel de destaque nas sociedades democráticas ao contribuir no processo de propagação e ampliação do debate junto à opinião pública sobre temas que são considerados cruciais para a humanidade. A presente pesquisa traz um estudo do enquadramento noticioso dado pelos sites O Antagonista e The Intercept Brasil, acerca das políticas públicas ligadas ao meio ambiente, tendo como recorte as reportagens que trataram das queimadas na floresta Amazônica durante o mês de agosto de 2019. O estudo tem como hipótese que os jornais on-line buscaram um enquadramento polarizado sobre o tema, mas se distanciaram da discussão sobre as políticas públicas que estão vinculadas a proteção ambiental e seus entraves. Como metodologia recorreu-se a análise de enquadramento.

https://doi.org/10.24137/raeic.8.15.21
PDF
EPUB
MOBI

Citas

Braga, J. L. (2012). Circuitos versus campos sociais. Em M. A. Mattos, J. Janotti Júnior e N. Jacks (Org.). Mediação & Midiatização (pp. 29-52). Salvador: EDUFBA.

Barros, A. T. de. (2017). A internet como mídia ambiental: Estratégias dos partidos políticos brasileiros. Ambiente & Sociedade, 20(1), 187-206.

Bobbio, N. (2011). Direita e esquerda: razões e significados de uma distinção política. São Paulo: Unesp.

Castelo, T. B. (2015). Legislação Florestal brasileira e políticas do governo de combate ao desmatamento na Amazônia Legal. Revista Ambiente & Sociedade, 18(4), 221-242.

Caraciolo, P. M. de M. (2019). Apostila de Legislação Ambiental Sobre Licenciamento e Fiscalização Projeto: Reestruturação e Aperfeiçoamento do Licenciamento Ambiental da Região do Araripe -PE. Entidade Executora: SECTMA/CPRH. Publicado em Dez. 2002. Disponível em: http://dc179.4shared.com/doc/HJeQ0iJj/preview.html

Fernandes, C. M. (2015). Da mídia impressa à audiovisual: o agendamento intermidiático do escândalo da Petrobras no Jornal Nacional. Libero, 18(35), 111-122.

Gamson, W. e Modigliani, A. (1993). Media discourse and public opinion on nuclear power: a constructionist approach. American Journal of Sociology, 95, 1-37.

Goffman, E. (1986). Interaction ritual: Essays on face-to-face behavior. Nova York: Pantheon Books.

Leitão, S. (2007). Desafios ambientais: zerando o desmatamento na Amazônia. Planetaverde.org. Disponível em: http://www.planetaverde.org/arquivos/biblioteca/arquivo_20131101095834_3831.pdf

Machado, L. (2019). O que se sabe sobre o 'Dia do Fogo', momento-chave das queimadas na Amazônia. BBC News Brasil. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-49453037

Maia, R. C. M. e Vimieiro, A. C. (2011). Enquadramentos da mídia e o processo de aprendizado social: transformação na cultura pública sobre o tema da deficiência de 1960 a 2008. E-compós, 14(1), 1-22.

Mendoça, R. F. Simões, P. G. (2012). Enquadramento: Diferentes operacionalizações analíticas de um conceito. Revista Brasileira de Ciências Sociais (RBCS), 27(79), 187-235.

Motta, L. G. (2007). Enquadramentos Lúdico-dramáticos no Jornalismo: mapas culturais para organizar conflitos políticos. Intexto, 2(17), 1-25.

Ohashi, M. O. (2018). Desafio da Pecuária na Amazônia frente ao novo código florestal brasileiro. Em: Congresso Norte e Nordeste de Reprodução Animal (pp. 202-205), 9, 2018, Belém.

Pena, R. F. A. Política Ambiental no Brasil. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/politica-ambiental-no-brasil.htm . Acesso em: 10 dez. 2019.

Penteado, C. C. e Fortunato, I. (2015). Mídia e Políticas Públicas: possíveis campos exploratórios. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 30(87), 129-142.

Pereira, A. L. (2017). A Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha: a Luta Contra as Esquerdas em 1964 e 2016. Em Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste (pp. 1-15), 22., 2017, Volta Redonda. Rio de Janeiro: Intercom.

Porto, M. (2002). Media Framing and Citizen Competence: Television and Audiences' Interpretations of Politics in Brazil. Tese de doutorado, University of California, San Diego.

Todt, M. (2019). Agenda ecológica: o dualismo esquerda-direita e a clivagem ambiental na esquerda. Revista Latinoamericana de Estudio sen Cultura y Sociedad, 2(5), 1-13.

Savage, J. (1985). Postmaterialism of the Left and Right: Political Conflict in Postindustrial Society. Comparative Political Studies, 17(4), 431-451.

Whitmarsh, L. (2011). Scepticism and uncertainty about climate change: dimensions, determinants and change over time. Global Environmental Change, 21, 690-700.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.