Controvérsias sobre a tipificação e a identidade da Infografia Online como Género Jornalístico
PDF
EPUB
MOBI

Palabras clave

ciberjornalismo
Cognição
cultura redatorial
arquiteto da informação
infografia
género jornalístico

Cómo citar

Frazão Nogueira, A. G. (2018). Controvérsias sobre a tipificação e a identidade da Infografia Online como Género Jornalístico. Revista De La Asociación Española De Investigación De La Comunicación, 5(9), 50-65. https://doi.org/10.24137/raeic.5.9.7

Resumen

Potenciando o processo de Newsblending, a trama mnemónica Infográfica rentabiliza a Inteligência Visual e assume a tipologia de leitura da ‘Geração Net’. Atingindo, em particular, os critérios da topologia, fraccionabilidade e mobilidade do cibertexto, este artigo analisa as questões da Identidade e do Género do composto Infográfico na Web e face às Qualidades da Linguagem Informativa para o Online. Duas semanas de observação (2014 e 2015) e suportados pelas contagens da Asociación para la Investigación de Medios de Comunicación e da Marktest, analisam seis diários generalistas da Ibéricos, com versão online - El País, 20minutos, Público, Correio da Manhã, Jornal de Notícias e Diário de Notícias -, no aproveitamento do formato, pelo suporte. Em paralelo, inclui-se a visão dos produtores a partir de um inquérito à Sociedade Infográfica (única associação profissional no cenário ibérico) e através de uma entrevista em profundidade, singular, a Alberto Cairo, Chiqui Esteban, Mário Cameira e Xaquín Gonçalves. O estudo confirmou os cuidados com a Memória e Abrangência face à Perceção Informativa, mas mostraram insuficiências tanto na Eficiência e Utilidade do conteúdo infográfico face à função Informativa do formato, no Media, e também não registaram uma fusão efetiva no grau de Usabilidade aplicado à Infografia Online.

https://doi.org/10.24137/raeic.5.9.7
PDF
EPUB
MOBI

Citas

Abreu Sojo, C. (2002). Periodismo Iconográfico (y XI): ¿Es la infografía un género periodístico? Revista Latina de comunicación social, (51). [Em linha]. Disponível em < www.ull.es/publicaciones/latina/2002abreujunio5101.htm >. [Consultado em 08 de Março de 2014].

Albarello, L. e De Almeida, J. S., (1997). Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais. Lisboa, Gradiva.

Alonso, J. (1998). Grafía, el trabajo en una agencia de prensa especializada en infográficos (6). Revista Latina de Comunicación Social, 8(1). [Em linha]. Disponível em < www.ull.es/publicaciones/latina/a/49inf6.htm >. [Consultado em 04/05/2014].

Amaral, R. C. (2010). Infográfico jornalístico de terceira geração: análise do uso da multimidialidade na infografia, Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. [Em linha]. Disponível em

< https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/93608/287268.pdf?sequence=1 >. [Consultado em 03/02/2014].

Barbosa, M. L. V. (2002). Considerações sobre o Quarto Poder. Sapientiam Autem Non Vincit Malitia – Homepage de Olavo Carvalho. [Em linha] Disponível em < http://www.olavodecarvalho.org/convidados/0217.htm >. [Consultado em 29/03/2007].

Barnhurst, K. G. (1998). El periodismo visual. Revista Latina de Comunicación Social, 7(1). [Em linha]. Disponível em

< www.ull.es/publicaciones/latina/a/62kevin.vis.htm >. [Consultado em 09/10/2013, 28/01/2014, 04/03/2014 e 02/08/2014]

Berlo, D. (1991). O processo da comunicação: introdução à teoria e à prática. 7ª ed. São Paulo, Martins Fontes.

Cairo, A. (2005). Coberturas infográficas de actualidad inmediata. [Em linha]. Disponível em < www.alzado.org/articulo.php?id_art=401 >. [Consultado em 22/07/2014].

Cairo, A. (2008). Interactividad en infografía de prensa. Malofiej, (15), pp. 1-10. [Em linha]. Disponível em

< www.tdmm2.fba.unlp.edu.ar/TDMM2/articulomalofiej.pdf >. [Consultado em 02/08/2014].

Cairo, A. (2011). El Arte Funcional. [Em linha]. Disponível em <http://www.elartefuncional.com/images/libroMUESTRA.pdf>. [Consultado em 22/07/2014].

Canavilhas, J. (2001). Considerações gerais sobre jornalismo na web. BOCC- Biblioteca Online de Ciências da Comunicação. [Em linha]. Disponível em < www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-webjornal.pdf >. [Consultado em 20/07/2014].

Canavilhas, J. (2008). Cinco Ws e um H para o jornalismo na web. Revista Prisma. com, (7). [Em linha]. Disponível em < http://revistas.ua.pt/index.php/prismacom/article/view/678/pdf >. [Consultado em 19 e 20/07/2014].

Chammas, A. S. e Moraes, A. D. (2007). Ergonomia Informacional: fundamentos e aplicação. Encuentro Latinoamericano de Diseño. [Em linha]. Disponível em < http://fido.palermo.edu/servicios_dyc/encuentro2007/02_auspicios_publicaciones/actas_diseno/articulos_pdf/ADC089.pdf >. [Consultado em 1 e 3/04/2014].

Charaudeau, P. e Maingueneau, D. (2006). Patrick. O discurso das mídias. São Paulo, Contexto.

Colle, R. (1999). La ideografía dinámica. Revista Latina de Comunicación Social, 17. [Em linha] Disponível em <http://www.ull.es/publicaciones/latina/a1999hmy/88colle/dinamic.htm> [Consultado em 04 de Junho de 2014]

Dade-Robertson, M. (2011).The Architecture of Information. Architecture, Interaction Design and the Patterning of Digital Information. London/New York, Roudledge.

Deuze, M. (2003). The web and its journalisms: considering the consequences of different types of newsmedia online. New media & society, 5(2), pp. 203-230. [Em linha]. Disponível em <http://nms.sagepub.com/cgi/content/abstract/5/2/203 >. [Consultado em 31/03/2007 e 03/09/2013].

Dondis, D. A. (1976). La Sintaxis de la Imagen. Barcelona, Editorial Gustavo Gili. [Em linha]. Disponível em

<http://issuu.com/nato70/docs/dondis/86] >. [Consultado em 6/03 e 22/08/2014].

El-Mir, A. J. e Valbuena de la Fuente, F. (Compil.) (1995). Manual de periodismo. Barcelona, Prensa Ibérica

Fidalgo, A. (2004). Jornalismo Online segundo o modelo de Otto Groth. Pauta geral, 11(6), pp. 1-13. [Em linha]. Disponível em www.bocc.ubi.pt/pag/fidalgo-groth-jornalismo-online.pdf [Consultado em 3 e 4/10/2013].

Fontcuberta, J. e Costa, J. (1990). Foto-Diseño. 2ª ed. Barcelona, CEAC.

Kovach, B. e Rosenstiel, T. (2004). Os elementos do jornalismo: o que os profissionais do jornalismo devem saber e o público deve exigir. Porto, Porto Editora.

Leturia, E. (1998). ¿Qué es infografía? Revista Latina de Comunicación Social, (4). [Em linha]. Disponível em

< www.ull.es/publicaciones/latina/z8/r4el.htm >. [Consultado em 04/04, 18/05 e 2/9/2014].

Lévy, P. (2000). Cibercultura: relatório para o conselho da Europa no quadro do projecto novas tecnologias: cooperação cultural e comunicação. Lisboa, Instituto Piaget.

Lima Júnior, W. T. (2004). Infografia multimídia avança na vanguarda no campo do jornalismo visual. In: Congresso Iberoamericano de Periodismo em Internet (V). [Em linha]. Disponível em

<http://sbpjor.kamotini.kinghost.net/sbpjor/admjor/arquivos/vcongressoiberoamericano/walter_lima_jr.pdf >. [Consultado em 04/04/2014]

López Hidalgo, A. (2002). Géneros periodísticos complementarios: una aproximación crítica a los formatos del periodismo visual. Sevilla, Comunicacón Social.

Machado, E. (2007) A Base de Dados como espaço de composição multimídia in Barbosa, S., R Jornalismo Digital de Terceira Geração, pp. 103-117. Covilhã:LamCom. [Em linha]. Disponível em < http://www.livroslabcom.ubi.pt/pdfs/20110824-barbosa_suzana_jornalismo_digital_terceira_geracao.pdf >. [Consultado em 23/07/2014].

Miranda, F. (2013). Animação e interação na infografia jornalística, Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. [Em linha]. Disponível em < http://hdl.handle.net/1884/30226 >. [Consultado em 18/07/2014].

Nichani, M. e Rajamanickam, V. (2003). Interactive Visual Explainers–A Simple Classification. Elearning post. [Em linha]. Disponível em

< www.elearningpost.com/articles/archives/interactive_visual_explainers_a_simple_classification >. [Consultado em 23/07/2014]

Nogueira-Frazão, A.G. y Martínez-Solana, MY (2017). Gestión de comunicación, infografía y narrativa multiplex translingüística. En Túñez López, M y Costa-Sánchez, C. (Eds.). Gestionar comunicación. Avances y experiencias. Cuadernos Artesanos de Comunicación, nº 127 (pp 151-173). La Laguna (Tenerife): Latina

Nogueira-Frazão, A.G.; Túñez López, J. M. (2017). Infografia jornalística online e narrativa multiplex translinguística: Dinâmica informativa, gestão e intemporalidade dos conteúdos. In Information Systems and Technologies (CISTI), 2017 12th Iberian Conference on (Lisbon, 21-24, june, 2017) DOI: 10.23919/CISTI.2017.7976043

Pablos, J. M. (1999). Infoperiodismo: el periodista como creador de infografía. Madrid, Síntesis.

Palácios, M. (2003). Ruptura, continuidade e potencialização no jornalismo on-line: o lugar da memória. In: Machado, E. e Palacios, M. (Orgs). Modelos do Jornalismo Digital. Salvador, Edições GJOL; Calandra, pp.13-36. [Em linha]. Disponível em

. [Consultado em 21 e 22/07/2014].

Peltzer, G. (1992). Jornalismo iconográfico. Lisboa, Planeta Editora

Pinto, R. J. (s/d). Questões do Jornalismo. Vozes UFP. [Em linha]. Disponível em <https://sites.google.com/a/ufp.edu.pt/vozes-ufp/>. [Consultado em 30/09/2013].

Quivy, R. e Campenhoudt, L. V. (2008). Manual de investigação em ciências sociais. 5ª ed. Lisboa, Gradiva

Ribas, B. (s/d). Infografia Multimídia: um modelo narrativo para o webjornalismo. Monografias.com. [Em linha]. Disponível em

<http://br.monografias.com/trabalhos/infografia-multimidia-modelo-narrativo-webjornalismo/infografia-multimidia-modelo-narrativo-webjornalismo.shtml >. [Consultado em 02/03, 09/04 e 23/07/2014].

Rodrigo Alsina, M. (1996). La construcción de la noticia. 2ª reimp. Barcelona, Paidós.

Rodrigues, A. A. (2009). Infografia interativa em base de dados no jornalismo digital. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal da Bahia, Salvador. [Em linha]. Disponível em <http://poscom.tempsite.ws/wp-content/uploads/2011/03/AdrianaAlvesRodriguesDisserta%C3%A7%C3%A3o.pdf >. [Consultado em 22/07/2014].

Sabbatini, M. e Betania, M. (2004). Infografias interativas: novos suportes de informação para o jornalismo científico digital. In: 8º congresso Braliseiro de Jornalismo Científico. [Em linha]. Disponível em . [Consultado em 15/08/2014].

Salaverría, R. (1999). De la pirámide invertida al hipertexto: hacia nuevos estándares de redacción para la prensa digital. Novatica, (142), pp. 12-15. [Em linha]. Disponível em < http://dadun.unav.edu/bitstream/10171/5186/4/de_la_piramide_invertida_al_hipertexto.pdf >. [Consultado em 06/09/2013].

Salaverría, R. (2005). Hipertexto Periodístico: mito y realidad. Informació On Line, 1(05), pp. 517-524. [Em linha]. Disponível em < http://dadun.unav.edu/bitstream/10171/5095/1/tripodos2005_hipertexto_periodistico.pdf >. [Consultado em 06/07/2014].

Shneiderman, B. (2016) The new abcs of research : achieving breakthrough collaborations. Oxford University Press, 2016.

Sousa, A. F. T. (2012). A infografia é jornalismo?. Revista Comunicando, 1(1), pp. 43-56. [Em linha]. Disponível em

. [Consultado em 18/07/2014].

Túñez López, J. M. e Nogueira, A.G. (2017). Infographics as a Mnemonic structure: Analysis of the informative and identity components of infographic online compositions in Iberic newspapers. Communication & Society 30 (1), 147-164.

Traquina, N. (2002). Uma comunidade interpretativa transnacional: a tribo jornalística. Media & Jornalismo, 1(1), pp. 45-64.

Traquina, N. (2005). Teorias do jornalismo: a tribo jornalística – uma comunidade interpretativa transnacional. Vol. 2. Florianópolis, Insular.

Winques, K. (2013). Infografia: descobrindo emoções. Monografia de Bacharel, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS. [Em linha]. Disponível em <http://repositorio.upf.br/xmlui/handle/123456789/293?show=full >. [Consultado em 08/04 e 21/07/2014].

Woodrow, A. (1996). Informação, Manipulação. 2ª ed. Lisboa, Publicações D. Quixote.

Valero Sancho, J. L. (1999). La imagen periodística dibujada y su forma de comunicar mensajes. Revista Latina de Comunicación Social, (20). [Em linha]. Disponível em . [Consultado em 20/07/2014].

Valero Sancho, J. L. (2000). La infografía de prensa. Revista Latina de Comunicación Social, (30). [Em linha]. Disponível em

. [Consultado em 19 e 20/07 e 02/09/2014].

Valero Sancho, J. L. (2001). La infografía: técnicas, análisis y usos periodísticos (Vol. 9). València, Universitat. [Em linha]. Disponível em

<https://books.google.pt/books?id=PclN0KgVUwQC&pg=PA8&lpg=PA8&dq=Valero+Sancho+%22adornos%22&source=bl&ots=SAcaozgjJC&sig=RNe9ISJ-sqLbdBxlXb1C_EOWqOM&hl=pt-PT&sa=X&ved=0CEcQ6AEwBWoVChMI08vDrqTYxgIVgZssCh16cQDA#v=onepage&q&f=false >. [Consultado em 20/07/2014].

Valero Sancho, J. L. (2008). La infografía digital en el ciberperiodismo. Revista Latina de Comunicación Social, (63). [Em linha]. Disponível em

. [Consultado em 18/05, 19 e 22/07/2014].

Valero Sancho, J. L. (2010). Algunas consideraciones sobre la infografía digital. Portal de la Comunicación. [Em linha]. Disponível em

. [Consultado em 15, 16 e 18/07/2014].

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.